PADRE ACUSADO DE CRIME SEXUAL CONTRA MENOR EM IPANGUAÇU FOI DEMITIDO

O Arcebispo Metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, por meio da Cúria Metropolitana, decretou a demissão do estado clerical do padre José Irineu da Silva. A informação teve registro nesta sexta-feira (30/06) através do portal virtual da Arquidiocese, na internet. O agora ex-sacerdote, punido com o desligamento dos quadros da Igreja Católica, foi envolvido num crime de estupro praticado contra vulnerável, fato ocorrido no interior da Sacristia da capela de São José Operário, no distrito de Arapuá, em Ipanguaçu. Por conta do crime, o padre foi condenado pelo então juiz da comarca de Ipanguaçu, Marivaldo Dantas de Araújo, a pena de oito anos de reclusão em regime fechado. A decisão assegurou ao pároco o direito de recorrer da sentença em liberdade. Além da posição do Poder Judiciário, José Irineu também foi alvo de afastamento pela Arquidiocese de Natal, fato registrado em abril de 2011. De acordo com os autos do processo – que se tornaram públicos – o padre teria aproveitado de um instante a sós com um menino de apenas 10 anos de idade para apalpar-lhe as partes íntimas. Os autos ainda registram que, momentos após a prática dos atos libidinosos, José Irineu chegou a declarar que “a carne é fraca” e que “cada um pedisse para não cair em tentação”.
Resultado de imagem para mundo 4 patas assu rn
Travessa João Natanael, Asu. Fones: 3331 2120 e 99664 2120

Comentários

Anterior Proxima Página inicial