JUSTIÇA DECIDE MANTER PRISÃO DE HENRIQUE ALVES

Divulgação
O Tribunal Regional Federal da 1a Região negou ao ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves pedido de prisão domiciliar, como concedeu ao também ex-ministro Geddel Vieira Lima. Por 2 votos (Ney Bello e George Ribeiro) a 1 (Guilherme Doehler), a Terceira Turma do TRF-1 decidiu manter na prisão Henrique Alves. Ainda que fosse concedida, no entanto, ele permaneceria preso, já que na Justiça Federal do RN e no TRF5, em Recife, Alves não conseguiu revogar sua prisão preventiva. Henrique tem dois mandados de prisão. Um expedido no RN e outro em Brasília, contra o qual sua defesa pediu prisão domiciliar. Cabe recurso ao Superior Tribunal de Justiça.
PORTAL NO AR
Bairro Frutilândia - Assu - em frente ao CEPA

Comentários

Anterior Proxima Página inicial